Qualificação da Educação Física Curricular

qualifica_0

O Programa Qualificação da Educação Física Curricular é resultado do estabelecimento de uma parceria entre o Instituto Esporte e Educação (IEE) e a Associação Parceiros da Educação, com apoio do Instituto Península, para atender a demanda de formação continuada de professores de Educação Física que atuam na rede Pública, visando qualificar o ensino do esporte como conteúdo escolar.

O desenvolvimento do Programa teve início em agosto de 2012 em dois polos na cidade de São Paulo: Escolas Públicas Estaduais da Zona Oeste e Sul do município e, a partir de março de 2013, na Rede Municipal de Ilhabela. As escolas de São Paulo das regiões Oeste e Sul, assim como a Secretaria Municipal de Educação de Ilhabela, integram o Programa de Escolas Parceiras, no qual as escolas da capital e redes municipais de ensino aderem aos programas de formação e desenvolvimento da educação oferecidos pela Associação Parceiros da Educação, financiado pelo instituto Península.

qualifica2

O Programa de Qualificação da Educação Física Curricular foi concebido para ser desenvolvido pelo Instituto Esporte e Educação (IEE) em até três anos. A metodologia desenvolvida pelo IEE junto às redes de educação e esporte de vários municípios contempla a abordagem de conteúdos e temas que se relacionam com o processo de ensino e aprendizagem do esporte, entre eles podemos destacar as dimensões do esporte, os princípios do esporte educacional (inclusão, diversidade, construção coletiva, educação integral e autonomia), o jogo como metodologia de ensino do esporte educacional, sequências didáticas como instrumento de registro e reflexão sobre a prática pedagógica.

No município de Ilhabela o projeto se encontra no segundo ano de desenvolvimento, privilegiando conteúdos contextualizados que facilitem e contribuam com a reflexão, a organização e a sistematização, por parte de professor e gestores da prática pedagógica e do desenvolvimento de ações e politicas publicas para ampliar a oferta da prática esportiva no município.

Os municípios podem aderir ao projeto por um ano ou na sua totalidade. Isso significa que um município pode se beneficiar do primeiro ano de formação, concluindo seus objetivos e desenvolvendo todos os produtos previstos para essa etapa, sem necessariamente dar continuidade ao programa nos anos dois e três. Isso é possível porque os anos de formação se concluem fechando cada etapa na sua totalidade. O que mobiliza os municípios para a continuidade são os patamares de aprofundamento e alcance que o projeto vai adquirindo ano a ano.

O foco principal da proposta do ano 1 é a qualificação das práticas pedagógicas dos professores de educação física e esporte das escolas e a mobilização dos gestores e coordenadores pedagógicos para analisar e aperfeiçoar os projetos já existentes. No ano 2 o foco é o aprofundamento dos estudos na pedagogia do esporte, a qualificação das propostas curriculares, o planejamento e a realização de competições escolares voltadas para a comunidade e a formação de grupos de jovens qualificados e mobilizados para atuar como árbitros, monitores esportivos, empreendedores comunitários, etc. O ano 3 tem como foco a sistematização das práticas desenvolvidas na forma de um Plano Estratégico de Esporte para o Município, centrado no esporte para crianças e jovens. O fechamento de cada ano de formação prevê um seminário de boas práticas, onde são apresentados os projetos desenvolvidos ao longo do ano, e o plano de continuidade de discussão curricular e acompanhamento e qualificação da prática pedagógica, bem como das ações e políticas de ampliação da prática esportiva nos municípios.