Rede Multiplicadora

ale_petro

Desde Janeiro/2011, com a parceria da Petrobras, o Instituto Esporte & Educação desenhou, baseando-se na experiência acumulada em treze anos, uma estratégia de disseminação das práticas de Esporte Educacional a partir da transferência de tecnologia e da parceria com outras instituições (ONGs, Universidades) e municípios. É o Projeto Rede de Parceiros Multiplicadores de Esporte Educacional.

Nesse Projeto o IEE propõe formar Núcleos Estratégicos, através do empoderamento de parceiros locais e municípios, formando gestores e professores para que estes sejam os responsáveis diretos pelas atividades de atendimento às crianças e adolescentes. As parcerias com organizações locais possibilitarão a capilaridade e aplicação do programa em diferentes municípios ao mesmo tempo. Gradativamente, num período de quatro anos, em média, a expectativa é que os parceiros locais iniciem a implementação de um amplo atendimento, com qualidade e de maneira autônoma.

Com o apoio da Petrobras, o Instituto já viabilizou a criação de oito Núcleos Estratégicos, através da implementação de Redes de Parceiros Multiplicadores de Esporte Educacional em três estados da região nordeste, dois estados da região sudeste, um na região sul, um na centro-oeste e um na região norte.

 

Bahia
Parceiro Local: Universidade Federal do Recôncavo Baiano e Associação Gueto
Municípios: Cruz das Almas, Cachoeira, Governador Mangabeira, São Felix, Maragogipe, Muritiba e Santo Antônio de Jesus, Santo Amaro, Saubara, Teodoro Sampaio, Sapeaçu, Cabaceiras do Paraguaçu e Feira de Santana
Atendimento Professores e Gestores: 77 pessoas
Atendimento Previsto Alunos: 4.200 pessoas

Rio de Janeiro
Parceiro Local: Vila Olímpica da Mangueira
Município: Comunidade da Mangueira, cidade Rio de Janeiro
Atendimento Professores e Gestores: 18 pessoas
Atendimento Previsto Alunos: 1.200 pessoas

Parceiro Local: Prefeitura de Niterói 
Município: Niterói 
Atendimento Professores e Gestores: 60 pessoas
Atendimento Previsto Alunos: 3.600 pessoas

Amazonas
Parceiro Local: Oficina Escola de Lutheria da Amazônia
Municípios: Silves, Borba, Manacapuru, Manaus, Iranduba, Itacoatiara, Presidente Figueiredo, Benjamin Constant e Rio Preto da Eva
Atendimento Professores e Gestores: 46 pessoas
Atendimento Previsto Alunos: 2.720 pessoas

Alagoas
Parceiro Local: Associação Educacional e Assistencial Casa dos Amarelinhos (Consolador)
Municípios: Barra de São Miguel, Roteiro, Satuba, Coqueiro Seco, Pilar, Atalaia, Capela, Viçosa, Igaci, Taquarana Arapiraca
Atendimento Professores e Gestores: 140 pessoas
Atendimento Previsto Alunos: 7.560 crianças e adolescentes

Pernambuco
Parceiro Local: Instituto Brasileiro Pró-cidadania
Municípios: Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Moreno, Ribeirão, Rio Formoso, Sirinhaém, Jaboatão dos Guararapes e Escada
Atendimento Professores e Gestores: 140 pessoas
Atendimento Previsto Alunos: 7.560 crianças e adolescentes

Mato Grosso do Sul
Parceiro Local: CINTERCOOP
Municípios: Três Lagoas, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Selvíria, Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Água Clara, Inocência e Bataguassu
Atendimento Professores e Gestores: 140 pessoas
Atendimento previsto Alunos: 7.560 crianças e adolescentes

Rio Grande do Sul 
Municípios: Arroio Grande, Pedro Osório, Chuí, Santa Vitória do Palmar, Pelotas, Rio Grande, São José do Norte, São Lourenço do Sul e Canguçu.
Atendimento Professores e Gestores: 145 pessoas
Atendimento previsto Alunos: 7.800 crianças e adolescentes

A escolha deste formato de trabalho tem ampliado os impactos sociais, aumentando o número de crianças e jovens atendidos semanalmente com esporte educacional no Brasil.

multi

Nos Núcleos, localizados em escolas, espaços comunitários e outras possíveis infra-estruturas, são organizadas aulas de esporte, distribuídas numa grade de atividades durante a semana. Além das atividades regulares, são realizados eventos de integração em cada município e entre os municípios envolvidos.

Dentro das estratégias de realização do Projeto Rede de Parceiros Multiplicadores, o público atendido é: 

• ONGs e Universidades, através de parceria para qualificação e transferência de tecnologia social de Esporte Educacional;

• Gestores e Professores das redes de ensino e/ou esporte municipais, através da formação em Esporte Educacional;

• Crianças e Adolescentes alunos das Escolas Públicas e/ou de projetos esportivos nos municípios, através do oferecimento de atividades de Esporte Educacional.


O Projeto busca atingir os seguintes impactos sociais: 

• No desenvolvimento de competências e habilidades psicomotoras, sócio-afetivas e cognitivas de crianças e adolescentes, por meio de aulas que possibilitam incluir todos, construir coletivamente e contribuir para a formação de cidadãos críticos;

• Na transformação do espaço que ocorre as atividades em referência para a comunidade, priorizando profissionais, comércios e serviços da própria comunidade;

• Na sensibilização e fortalecimento de políticas públicas de esporte educacional, por meio da articulação com os gestores públicos paralelamente com a formação na rede municipal;

• No fortalecimento de redes sociais, por meio da articulações entre organizações sociais, privadas e públicas com interesses na reflexão, construção e proposição de ações e políticas para o desenvolvimento do esporte como fator de transformação social;

• No desenvolvimento de tecnologias sociais de esporte educacional de fácil acesso a diferentes contextos e públicos, por meio de publicações, cursos de pós-graduação, vídeos educacionais.